(11) 4121-7372 / (11) 4330-1308 / (11) 93355-6566
Cistite o que é e como tratar?

Cistite o que é e como tratar?

Cistite é uma infecção da bexiga. Geralmente, é causada por uma bactéria que trato urinário, pode infectar a uretra, a bexiga ou rins. Apesar de todos estarem sujeitos à cistite, ela ocorre mais em mulheres porque suas características favorecem seu surgimento. A uretra da mulher é mais curta e está mais próxima do ânus. Os casos nos homens, costumam ocorrer depois dos 50 anos, pois acontece o crescimento da próstata, que provoca retenção de urina na bexiga e pode causar cistite.
Os sintomas se assemelham muito a infecção de urina e entre eles estão – vontade constante de urinar, ardor, dor nas costas e bexiga e febre.
Para evitar esse problema é importantíssimo consumir muita água, não ficar longos períodos sem urinar, e cuidar da higiene intima.

Tratamento
A melhor maneira de tratar é consultando um Urologista, ele fará o diagnóstico e prescreverá o medicamento certo para seu tipo de problema.
A qualquer sinal de problema, procure ajuda imediatamente.

Marque uma consulta com nossos especialsitas!

Home

Qual a diferença entre Nefrologista e o Urologista?

Qual a diferença entre Nefrologista e o Urologista?

Basicamente, a diferença entre esses dois especialista é em até que ponto cada um atua.
O Nefrologista é um especialista de problemas renais, somente. Além disso, o nefrologista atende casos em que o paciente pode ser tratado somente com medicamentos.
O Urologista por sua vez, atende pacientes com outros tipos de problemas, não somente os renais. Porém, abordando os problemas renais, o Urologista trata casos mais graves, aqueles que precisam de intervenção cirúrgica.
Quando procurar o Urologista?
O Urologista, não é um médico que cuida só dos órgãos reprodutivos masculinos, como muitos pensam. Ele trata os órgãos do trato urinário – rins, bexiga, ureteres, uretra, próstata e genitália masculina.
Homens e mulheres devem passar com esse especialista sempre que precisarem. No caso dos homens é recomendado no mínimo uma consulta por ano, especialmente depois dos 40 anos, para a prevenção do câncer de próstata. As mulheres devem procurar esse especialista para analisar problemas como incontinência e infecção urinária, o acompanhamento desse médico pode ser essencial em avaliar riscos de câncer nessa região.
Quando procurar um nefrologista?
O Nefrologista deve ser procurado quando o problema é especifico do rim – insuficiência renal, cistos, infecção de urina constante. Além disso, fique atento a edemas, inchaços, urina com sangue, mais de um calculo renal ou infecção de urina.
Consulte um Urologista
O Urologista, muitas vezes trabalha junto com o Nefrologista, para garantir que o problema do paciente seja bem tratado.
Se você estiver com algum sintoma, ou problema e estiver em duvida de que médico consultar marque sua consulta com um de nossos médicos especialistas e eles irão te orientar sobre qual melhor método a seguir.


www.urodinamica.com.br
Dr. Victor Miyakuchi
CRM 135.681

Como o home office pode afetar sua saúde urológica?

Como o home office pode afetar sua saúde urológica?

Com a chegada da pandemia do novo covid-19 (corona vírus), muitas empresas acabaram adotando temporariamente ou definitivamente o home office, e isso acaba alterando a rotina dos envolvidos.
Muitas pessoas tem desenvolvido a cistite (infecção de urina). Isso porque, o indivíduo acaba criando a tendência de trabalhar por mais tempo, diminui o consumo de água e aumenta o tempo sem urinar. Além disso, muitos pacientes alteram seus hábitos alimentares e sua rotina normal de exercícios.
Como evitar problemas
Para evitar esse problema desconfortável que pode se tornar um problema grave, continue ao máximo com sua rotina anterior, bebendo muito líquido e se levantando da cadeira sempre que possível. Porém se você precisa conciliar seu home office com cuidar dos seus filhos, é importante criar hábitos que ajudem você conciliar os dois sem perder o foco no trabalho.
Caso esteja sentindo vontade excessiva de urinar, ardência, sensação de que a bexiga não esvazia, o melhor a fazer é consultar um urologista sem demora.

Para uma vida melhor entre em contato para uma avaliação através das nossas linhas de contato.
www.urodinamica.com.br
Dr. Victor Miyakuchi
CRM 135.681

O que é a Fisioterapia pélvica?

O que é a Fisioterapia pélvica?

A fisioterapia pélvica é uma especialidade que tem por objetivo evitar e/ou melhorar a perda de força nessa região.
A pélvis é responsável por sustentar os órgãos que estão na área baixa do abdômen (bexiga, útero, intestino, etc.) e impossibilitar que esses órgãos “caiam”, ficando muito baixos, mais próximos dos órgãos reprodutores.
Perda de força no assoalho pélvico
A incontinência urinária é a maior queixa entre pacientes que estão com a área pélvica enfraquecida, fazendo que até mesmo um simples espirro faça a pessoa expelir urina.
Há também problemas com a queda dos órgãos fazendo com que fiquem muito próximos a vagina e no caso dos homens, isso pode fazer com que eles desenvolvam impotência sexual. Esse problema atinge na maioria, os idosos que acabam tendo essa região enfraquecida naturalmente, e mulheres que muitas vezes atribuem esse problema por causa da gravidez, que naturalmente com o crescimento do feto, comprime os órgãos, fazendo com que eles fiquem baixos.
Além disso, outros fatores podem contribuir com essas disfunções, como a obesidade, doenças da bexiga e falta de exercícios.

Consulte um especialista

A fisioterapia pélvica, ajuda a prevenir no caso das gravidas por exemplo, um problema posterior (depois do fim da gestação), para que a bexiga não fique baixa.

Somente um especialista pode passar os exercícios certos para seu problema (depois de feito o diagnóstico), e é importante fazer as sessões regulares para que o tratamento seja completo e dê resultados. Além do tratamento no consultório, o especialista vai passar exercícios que poderão ser realizados em casa, como complemento do tratamento.

Ficou interessado em mais detalhes? Entre em contato conosco!

www.urodinamica.com.br

Dr. Victor Miyakuchi
CRM 135.681

Como é realizada uma Urofluxometria?

Como é realizada uma Urofluxometria?

O procedimento consiste num recipiente que recolhe a urina e um computador que possui alguns sensores acoplados. Os sensores permitem fazer a aquisição dos valores, registrá-los e processá-los posteriormente.
No momento do exame, o doente urina em privado para o recipiente próprio.

A micção deve acontecer de modo natural, ou seja, quando o paciente senti a necessidade de urinar. O paciente deve previamente ingerir água. O estudo feminino é, geralmente, efetuado por forma a possibilitar às mulheres urinar sentadas. Por sua vez, o estudo masculino é realizado, viabilizando que os homens urinem de pé.

Seguidamente, esse aparelho recolhe os parâmetros analisados e regista os dados no computador. Após o registo, é possível construir um relatório e criar um gráfico que demonstra as alterações do fluxo em cada segundo, possibilitando calcular o seu pico máximo e o tempo necessário para que esse pico seja alcançado.

O exame não permite calcular o resíduo pós-miccional (urina que não foi expelida e ficou na bexiga). Se existe a necessidade, poderá ser realizada uma ecografia para calcular o resíduo pós-miccional, introduzindo um cateter na bexiga de esvaziamento vesical ou utilizando um aparelho próprio para medição do resíduo denominado “Bladder Scanner”. Este cálculo é, frequentemente, realizado através das ecografias vesicais (da bexiga) antes e depois da micção.
Até aqui comentamos como é realizado este exame de forma bem simples e objetiva.

Agende sua consulta!

www.urodinamica.com.br
Dr. Victor Miyakuchi
CRM 135.681
RQE 73356

A Urologia atende ou cuida somente da saúde do homem?

A Urologia atende ou cuida somente da saúde do homem?

A Urologia é uma especialidade cirúrgica da medicina que trata doenças que envolvem cálculos renais, dificuldades urinárias, infecções urinárias, tumores urológicos e infertilidade. E tais patologias afetam ambos os sexos e se distribuem entre todas as faixas etárias, das crianças aos idosos.
Antigamente a Urologia era conhecida pelo tratamento de doenças venéreas, essa especialidade médica avançou enormemente nas últimas décadas. A urologia moderna transcende e divide áreas fronteiriças com outros campos da medicina.

Um fato interessante é a história do Viagra, em princípio dedicado para o tratamento da impotência sexual. No entanto, a urologia descortinou a relação entre a disfunção erétil e as doenças cardiovasculares, tais como hipertensão, colesterol etc.

Isso consolidou o conceito de que homens com impotência sexual estão sob alto risco de infarto do miocárdio, estreitando os laços, até então inexistentes, com a cardiologia.

Desde então, os urologistas estão fortemente orientados a perguntarem sobre a vida sexual de seus pacientes, com a intenção primordial de investigar a saúde cardíaca deles.

Atualmente se observa um crescente aumento na incidência de cálculos renais (pedras nos rins) no mundo, tanto em homens quanto em mulheres. As taxas passaram de 8% na década de 1980 para 15 a 21% no início do século 21. Alguns estudos relacionam esse fenômeno à variação do clima na Terra, enquanto outros apontam para as mudanças nos hábitos alimentares.

Mas o fato é: o urologista é um profissional habilitados para lidar com as pedras nos rins. Em homens e em mulheres.
A ginecologia e a obstetrícia se dedicam ao cuidado com questões ligadas ao aparelho reprodutor feminino (fertilidade, mamas, parto, útero). Mas, inegavelmente, o ginecologista é visto pela sociedade como o “médico da mulher”.

Com isso, o sexo feminino muitas vezes não se dá conta de que várias doenças do aparelho urinário são do escopo dos urologistas e não dos ginecologistas. E isso pode retardar um diagnóstico mais preciso.
A nossa clínica Urodinâmica atende homens e mulheres da região de São Bernardo do campo e ABC.

Entre em contato para uma avaliação através das nossas linhas de contato.

www.urodinamica.com.br

Dr. Victor Miyakuchi
CRM 135.681