(11) 4121-7372 / (11) 4330-1308 / (11) 93355-6566
Como tratar os cálculos renais?

Como tratar os cálculos renais?

Tratar os cálculos renais?
Hoje falaremos dum assunto que preocupa a muitas pessoas sejam homens e mulheres, O Cálculo renal é O que é Cálculo renal?
O Cálculo renal é uma massa sólida formada por pequenos cristais, que podem ser encontrados tanto nos rins quanto em qualquer outro órgão do trato urinário. O cálculo renal é conhecido popularmente como pedras nos rins. Esta anomalia traz muita dor e desconforto afetando as atividades físicas e de rotina diária.
Existem quatro tipos de cálculos renais, sendo que um se diferencia do outro no que diz respeito à sua formação e principais características. Os tipos de pedras no rim existentes são:
• Cálculos de cálcio
• Cálculos de cistina
• Cálculos de estruvita
• Cálculos de ácido úrico

Tratamento de Cálculo renal
O tipo de tratamento a ser aplicado ao paciente vai depender do tamanho e localização da pedra e dos sintomas apresentados.
Quando as pedras são pequenas e não manifestam muitos sintomas, o paciente não precisará passar por procedimentos muito invasivos. Para essa situação, o médico poderá indicar algumas medidas que ajudam na recuperação:
Beber muita água (de dois a três litros por dia) ajuda a eliminar as pedras por meio da urina
Analgésicos para a dor provocada pelo cálculo renal também são uma opção
Porém, no caso em que as pedras são grandes e causam sintomas mais fortes ao paciente, o tratamento deve ser realizado duma forma diferente. Quando as Pedras são maiores não podem ser expelidas sozinhas, podem causar sangramentos, danos mais graves aos rins e infecções no trato urinário. Para esses casos, procedimentos mais invasivos devem ser utilizados, a exemplo de:
Litotripsia extracorpórea por ondas de choque eletro-hidráulicas. Esse tipo de tratamento consiste na criação de fortes vibrações para quebrar as pedras e facilitar a excreção
Nefrolitotomia percutânea: Consiste na retirada cirúrgica de pedras maiores por meio de um pequeno corte feito nas costas do paciente
Ureteroscopia. O médico inserirá um tubo muito fino por meio da uretra do paciente para retirar as pedras presentes no trato urinário
Cirurgia de glândulas paratireoides. Uma alteração nas glândulas paratireoides, localizada próxima à tireoide, faz com que ela aumente os níveis de cálcio no corpo, podendo causar pedras no rim. Caso haja alguma alteração nas glândulas o urologista tem que encaminhar o paciente para uma avaliação a ser realizada por um especialista em glândulas paratireoides.
Para maiores informações entre em contato conosco.

Dr. Victor Miyakuchi
CRM 135.681
RQE 73356

Para que serve o exame Urodinâmico?

Para que serve o exame Urodinâmico?

Exame Urodinâmico

O estudo urodinâmico é um exame que permite avaliar a dinâmica do aparelho urinário inferior. De fato, permite avaliar o comportamento da bexiga nas fases de enchimento e esvaziamento, quer em homens, quer em mulheres.

Avalia também a função dos esfíncteres – músculos responsáveis por conter a urina e evitar perdas involuntárias. É feito por um urologista em regime de ambulatório, isto é, não exige internamento. Requer, sim, anestesia local, para introdução dos cateteres – tubos flexíveis de espessura mínima – que permitem medir as pressões do aparelho urinário e identificar eventuais problemas funcionais da bexiga.

Normalmente, o estudo urodinâmico não exige preparação específica, nomeadamente jejum. O doente deve estar de bexiga cheia, o que pode ser feito bebendo água algum tempo antes do exame.

Nos casos de incontinência grave, pode ser feito no próprio consultório, bastando para isso que o doente chegue um pouco mais cedo. Em casos pontuais, o médico pode solicitar a interrupção da toma de medicamentos ou outros cuidados, mas esta é uma decisão doente a doente.

Em resumo, o exame consiste em colocar cateteres (tubos fininhos) na bexiga. Depois, vai-se enchendo a bexiga com soro fisiológico e observa-se a sua evolução: quanto líquido tolera, como aumenta a pressão, qual a sensibilidade, que estímulos despertam contrações anormais da bexiga. Este estudo envolve quatro fases, cada uma com um objetivo concreto. Posteriormente falaremos sobre cada Fase.

Nossa clínica está à disposição para lhe auxiliar, tirar dúvidas e fazer este exame.

Para maiores informações entre em contato conosco.

Agende sua visita na clínica!

Dr. Victor Miyakuchi

CRM 135.681

RQE 73356