(11) 4121-7372 / (11) 4330-1308 / (11) 93355-6566
Como o Médico Urologista ajuda no tratamento da impotência sexual?

Como o Médico Urologista ajuda no tratamento da impotência sexual?

Já faz um bom tempo que é conhecido o fato dos homens no Brasil morrem de seis a oito anos antes que as mulheres. Isso é fruto da característica própria dos homens de se sentirem insensíveis diante das doenças. A mulher brasileira vai ao dentista duas vezes mais que os homens, ela visita sua médica (ginecologista) todos os anos. Já os homens não admitem sequer ficar doentes, o que os torna muito vulneráveis a ter doenças crônicas como obesidade, pressão alta, diabetes, descontrole dos níveis de colesterol e triglicérides e tudo isso sem buscar nenhuma assistência médica.

Os homens, no passado, demoravam de três a quatro anos para buscarem o diagnóstico e tratamento da dificuldade de ereção. Hoje essa procura está menor, pois as informações e a possibilidade de acesso à consulta médica melhoraram muito. O diagnóstico e tratamento correto tem sido a solução para milhares de homens. A procura do médico Urologista tem contribuído para o paciente resolver seu problema e encontrar uma vida mais satisfatória no aspecto sexual.

Tratamentos
No final da década de 90 houve uma revolução no tratamento da dificuldade de ereção com o advento das drogas inibidoras da fosfodiesterase tipo 5 (inibidores da PDE5). As principais drogas dessa classe são: Sildenafila (Viagra®), Vardenafila (Levitra®) e Tadalafila (Cialis®). Hoje, no arsenal terapêutico do urologista, encontramos drogas para uso diário, com resultados surpreendentes e animadores, melhorando a confiança e a qualidade de vida do homem.
Quando não há resposta ou quando o paciente não pode tomar essas drogas, existem outras opções para o tratamento da dificuldade de ereção, entre elas podemos citar a administração de drogas vasoativas como a injeção intracavernosa (Caverjet®/ou Papaverina). Existem também alguns aparelhos que agem criando vácuo, favorecendo a circulação de sangue para o pênis (bomba de vácuo).

Para uma vida melhor entre em contato para uma avaliação através das nossas linhas de contato.
www.urodinamica.com.br
Dr. Victor Miyakuchi
CRM 135.681

Como é realizada uma Urofluxometria?

Como é realizada uma Urofluxometria?

O procedimento consiste num recipiente que recolhe a urina e um computador que possui alguns sensores acoplados. Os sensores permitem fazer a aquisição dos valores, registrá-los e processá-los posteriormente.
No momento do exame, o doente urina em privado para o recipiente próprio.

A micção deve acontecer de modo natural, ou seja, quando o paciente senti a necessidade de urinar. O paciente deve previamente ingerir água. O estudo feminino é, geralmente, efetuado por forma a possibilitar às mulheres urinar sentadas. Por sua vez, o estudo masculino é realizado, viabilizando que os homens urinem de pé.

Seguidamente, esse aparelho recolhe os parâmetros analisados e regista os dados no computador. Após o registo, é possível construir um relatório e criar um gráfico que demonstra as alterações do fluxo em cada segundo, possibilitando calcular o seu pico máximo e o tempo necessário para que esse pico seja alcançado.

O exame não permite calcular o resíduo pós-miccional (urina que não foi expelida e ficou na bexiga). Se existe a necessidade, poderá ser realizada uma ecografia para calcular o resíduo pós-miccional, introduzindo um cateter na bexiga de esvaziamento vesical ou utilizando um aparelho próprio para medição do resíduo denominado “Bladder Scanner”. Este cálculo é, frequentemente, realizado através das ecografias vesicais (da bexiga) antes e depois da micção.
Até aqui comentamos como é realizado este exame de forma bem simples e objetiva.

Agende sua consulta!

www.urodinamica.com.br
Dr. Victor Miyakuchi
CRM 135.681
RQE 73356

A Urologia atende ou cuida somente da saúde do homem?

A Urologia atende ou cuida somente da saúde do homem?

A Urologia é uma especialidade cirúrgica da medicina que trata doenças que envolvem cálculos renais, dificuldades urinárias, infecções urinárias, tumores urológicos e infertilidade. E tais patologias afetam ambos os sexos e se distribuem entre todas as faixas etárias, das crianças aos idosos.
Antigamente a Urologia era conhecida pelo tratamento de doenças venéreas, essa especialidade médica avançou enormemente nas últimas décadas. A urologia moderna transcende e divide áreas fronteiriças com outros campos da medicina.

Um fato interessante é a história do Viagra, em princípio dedicado para o tratamento da impotência sexual. No entanto, a urologia descortinou a relação entre a disfunção erétil e as doenças cardiovasculares, tais como hipertensão, colesterol etc.

Isso consolidou o conceito de que homens com impotência sexual estão sob alto risco de infarto do miocárdio, estreitando os laços, até então inexistentes, com a cardiologia.

Desde então, os urologistas estão fortemente orientados a perguntarem sobre a vida sexual de seus pacientes, com a intenção primordial de investigar a saúde cardíaca deles.

Atualmente se observa um crescente aumento na incidência de cálculos renais (pedras nos rins) no mundo, tanto em homens quanto em mulheres. As taxas passaram de 8% na década de 1980 para 15 a 21% no início do século 21. Alguns estudos relacionam esse fenômeno à variação do clima na Terra, enquanto outros apontam para as mudanças nos hábitos alimentares.

Mas o fato é: o urologista é um profissional habilitados para lidar com as pedras nos rins. Em homens e em mulheres.
A ginecologia e a obstetrícia se dedicam ao cuidado com questões ligadas ao aparelho reprodutor feminino (fertilidade, mamas, parto, útero). Mas, inegavelmente, o ginecologista é visto pela sociedade como o “médico da mulher”.

Com isso, o sexo feminino muitas vezes não se dá conta de que várias doenças do aparelho urinário são do escopo dos urologistas e não dos ginecologistas. E isso pode retardar um diagnóstico mais preciso.
A nossa clínica Urodinâmica atende homens e mulheres da região de São Bernardo do campo e ABC.

Entre em contato para uma avaliação através das nossas linhas de contato.

www.urodinamica.com.br

Dr. Victor Miyakuchi
CRM 135.681