Artigos - Mulheres
Saiba as recomendações da Sociedade Brasileira de Urologia

Talvez esse artigo virasse um livro daqueles bem pesados se nós fossemos listar e discutir tudo que, felizmente, tem uma base científica bem estabelecida para ser usado como tratamento das inúmeras doenças urológicas. Alguns, contudo, podem ser listados e podem lhe ajudar no seu dia-a-dia e no de seus familiares.


Perda urinária


Perda urinária (incontinência urinária) muito comum nos homens de câncer e mulheres idosas não é um fato normal do envelhecimento e tem cura na quase totalidade das vezes.
O urologista é cirurgião exímio nessa área. Historicamente os grandes avanços nesse sentido estiveram dentro da especialidade urológica, tanto na incontinência (o nome técnico da perda urinária) masculina quanto feminina, em adultos e crianças.


Infecção urinária
O mesmo acontece com as mulheres. Mas, no caso, a reposição é do A infecção urinária (ou cistite – infecção de bexiga) pode ser uma coisa bastante comum e sem grandes problemas nos outros órgãos urinários, mas existe uma porcentagem importante, geralmente quando a infecção se repete, em que há necessidade de uma avaliação do urologista para verificar se os outros órgãos não são a causa dessa infecção que não melhora. Muitas vezes essa infecção é um fator secundário a outras doenças urinárias mais graves que, enquanto não tratadas, não permitirão o fim das infecções urinárias.


Pedra nos rins

As pedras urinárias tiveram um progresso muito grande no seu tratamento.
O “arsenal” contra as pedras hoje em dia é enorme. É como se tivéssemos desde um míssil atômico até um simples alfinete especial. Aqui o segredo não está em usar o míssil sempre, mas em usar o mínimo necessário para resolver o problema.


Sangue na urina

Um dos sintomas mais dramáticos para o cidadão comum é ver sangue na urina.
É uma situação de alarme que deve ser vista por um urologista, Muitos são as causas de sangramento na urina: às vezes pode ser apenas uma infecção severa em que o sangramento é acompanhado de dor ao fazer xixi; noutras pode ser um tumor de bexiga ou de qualquer outra parte da via excretora (a chamada “tubulação” entre o rim, onde o xixi é produzido, e o canal da uretra por onde ele sai para o exterior). Muitos tumores de bexiga sangram bastante sem que haja dor ao fazer xixi, exceto se houver coágulos junto com a urina. Também pode haver sangramento quando outras doenças atingem a bexiga (endometriose, outros cânceres, uso de alguns medicamentos controlados, viroses severas nas crianças, em pessoas que fizeram o tratamento por radioterapia de pelve, etc.). O urologista é o especialista específico para avaliar e tratar o sangue na urina (cujo nome técnico é hematúria).


(Texto extraído do Manual da Boa Prática Urológica da SBU-2009)

 


 

Principais Serviços
     
 
     
 
     
     
Áreas de Atuação
     
 
     
 


(11) 4121-7372 - Rua Mediterrâneo, 290 – sala 41 e 42
São Bernardo do Campo - SP