Artigos - Crianças e Adolescentes
Urologia Ética - Saiba o que seu urologista pode fazer por você

A Urologia é uma especialidade médica de atuação clínica e cirúrgica que diagnostica, trata e previne doenças que envolvem os órgãos urinários de homens e mulheres e também dos órgãos genitais masculinos e suas funções.

Não é uma especialidade que trata somente de homens, porque as mulheres e crianças também têm rins, bexiga, uretra (canal do xixi), ou seja, o trato urinário(conjunto de órgãos relacionados com a produção, transporte, armazenamento e eliminação da urina que existe nos dois sexos).

Os órgãos genitais masculinos englobam o pênis, os testículos, a próstata e a vesícula seminal. Os órgãos genitais femininos são objetos da Ginecologia (útero, ovários, vagina, vulva e mamas).

Atuação clínica e cirúrgica significa que o urologista, além de tratar daquelas doenças que necessitam de medicamentos, também opera os casos em que o tratamento envolve cirurgia dos órgãos urinários e genitais.


Doenças comuns

A relação de doenças mais comuns também é grande. As mais conhecidas são as pedras urinárias (também conhecidas tecnicamente como cálculos ou litíase urinária) e as doenças da próstata (tanto o crescimento benigno quanto o câncer).

Mas a lista é muito maior. Tumores de rim, de testículo, de bexiga, de suprarrenal (uma glândula pequenininha que fica em cima de cada um dos nossos rins). Problemas de disfunção erétil e sexual masculina, problemas de fertilidade do homem, perda de urina (a chamada incontinência urinária), malformações dos genitais e do trato urinário na criança, testículos que não descem para o escroto (tecnicamente a criptorquidia), traumatismos de pênis, testículo e mesmo acidentes que envolvam os órgãos que foram citados. Tudo isso faz parte da Urologia.

Cirurgias muito conhecidas, como a de fimose e a de vasectomia (para não ter mais filhos), se juntam com outras menos conhecidas como algumas cirurgias envolvendo ureteres (tubinhos que transportam o xixi do rim para a bexiga), cirurgias de varicocele (varizes das veias testiculares), cirurgias de correção de deformidades penianas, várias cirurgias por via endoscópica (entrando pelo canal do xixi e atingindo até os rins) ou por via laparoscópica através de pequenos orifícios na barriga (abdômen).


A função dos rins

Os rins são órgãos de grande importância no organismo humano e são responsáveis pela manutenção do equilíbrio orgânico através da filtração do sangue, ao retirar deste as impurezas que devem ser eliminadas pela urina.
Quando os rins estão debilitados, deixando de filtrar o sangue, pode ser necessário um transplante renal. Dentre as funções do urologista citadas acima também está o transplante renal, uma cirurgia delicada e um dos mais importantes tratamentos para o paciente com insuficiência renal.

A Urologia foi a especialidade pioneira a utilizar a endoscopia ainda no século XIX! Tudo o que existe hoje se desenvolveu a partir dos equipamentos endoscópicos urológicos que, no início, serviam para tratar problemas na bexiga e próstata, sem cortes cirúrgicos. Já no início do século passado os urologistas não apenas “olhavam por dentro” mas já operavam “por dentro”. Eram as cirurgias para tratar o crescimento da próstata que fechava a uretra e os problemas da bexiga (tumores e cálculos). O pioneirismo da especialidade na parte tecnologia não parou por aí.

A Urologia foi uma das primeiras especialidades a utilizar as técnicas de laparoscopia na década de 70 e 80 do século passado na localização de testículos abdominais. Foi pioneira no uso de diferentes LASERs, com grande evolução de vários tipos no tratamento de tumores, pedras e problemas prostáticos. O refinamento da endoscopia fez progredir o uso do ultrassom como método de fragmentação dos cálculos, assim como as ondas eletro-hidráulicas que compõem as famosas máquinas de quebrar pedras.

A Urologia é atualmente umas das especialidades mais envolvidas com a cirurgia robótica e uso de células-tronco, estimuladores elétricos, sem contar com as próteses penianas, os transplantes modernos e de alta tecnologia utilizados na medicina moderna.


Como se tornar um urologista?

A formação de um Urologista envolve muito estudo. Além dos seis anos da Faculdade de Medicina são mais cinco anos, no mínimo, de Residência Médica , com dois anos de cirurgia geral e três ou mais anos de aprendizado urológico. Depois disso tudo, o Urologista ainda presta algumas provas rigorosas para a obtenção do Título de Especialista. Este título de especialista é concedido pela Sociedade Brasileira de Urologia.

Os especialistas brasileiros elevam a Urologia nacional a um patamar de grande respeito na comunidade urológica mundial. O que é, ao mesmo tempo,uma grande honra e uma grande responsabilidade. A SBU e cada um deles, por todo o Brasil, devem zelar pela excelência e seriedade da nossa especialidade junto à pessoa mais importante nesse processo todo: você, o nosso paciente.


(Texto extraído do Manual da Boa Prática Urológica da SBU-2009)

 


 

Principais Serviços
     
 
     
 
     
     
Áreas de Atuação
     
 
     
 


(11) 4121-7372 - Rua Mediterrâneo, 290 – sala 41 e 42
São Bernardo do Campo - SP